segunda-feira, 29 de março de 2010

Ama como?

- Eu te amo, sabia?!
- Sabia! Mas ama como?
- Como? Como assim?
- Ué, cada um tem um jeito de amar.
- Então, eu amo do meu jeito.
- E qual é esse jeito?
- Meu jeito de amar, oras. Amo porque amo.
- Não lhe perguntei o porquê, perguntei o como.
- Eu não te entendo.
- Mas nem quero, quero que me diga como.
- Tá bom, eu te amo como um homem a uma mulher.
- Ainda não é isso, falta...
- O problema é sempre a falta pra você, não se contenta, nem se contente.
- Não me contento por nós, mesmo.
- E o que eu faço agora?
- Se não sabe nem o que fazer, muito menos saberá como.
- Como o quê?
- Como me ama, não lembra?
- Lá vem você de novo.
- Pensou que eu ia deixar pra lá?
- É, com nada eu consigo me esquivar...
- Mas como?

2 comentários:

Priscila Milanez disse...

Pior que acho que a gente nunca sabe mesmo "como"...

Elliott disse...

quem souber o endereço do amor me mande por email. kkkkk